terça-feira, 28 de abril de 2009

O líquido mais caro do mundo







O que é que custa quase R$ 13.575,00 o litro e não é para beber?
Resposta: TINTA DE IMPRESSORA !
VOCE JÁ TINHA FEITO O CÁLCULO?

Veja o que estão fazendo conosco, os consumidores.

Há não muito tempo atrás, as impressoras eram caras e barulhentas. Com as impressoras a jato de tinta, o mercado matricial doméstico mudou, pois todos foram seduzidos pela qualidade, velocidade e facilidade dessas novas impressoras. Aí veio a grande sacada dos fabricantes: oferecer impressoras cada vez mais e mais baratas, e cartuchos cada vez mais e mais caros. Nos casos dos modelos mais baratos, o conjunto de cartuchos pode custar mais do que a própria impressora. Olha só o cúmulo: pode acontecer de compensar mais trocar a impressora do que fazer a reposição de cartuchos.

VEJA ESTE EXEMPLO :

Uma HP DJ3845 é vendida nas principais lojas por aproximadamente R$ 250,00.

A reposição dos dois cartuchos (10 ml o preto e 8 ml o colorido), fica em torno de R$ 130,00.

Daí você vende a sua impressora semi-nova sem os cartuchos por uns R$90,00 (pra vender rápido), junta mais R$ 80,00 e compra uma nova impressora e com cartuchos originais de fábrica, ainda economizará R$ 80,00! Os fabricantes fingem que nem é com eles, dizem que é caro por ser tecnologia de ponta.
Para piorar, de uns tempos para cá passaram a DIMINUIR a quantidade de tinta (mantendo o preço). Um Cartucho HP, com míseros 10ml de tinta custa R$ 55,99. Isso dá R$5,99 (cinco reais e noventa e nove centavos) por mililitro. Só para comparação, Champagne Veuve Clicquot City Travelle custa por mililitro = R$1,29 (um real e vinte e nove centavos). Só acrescentando: as impressoras HP1410, 3920 que usam os cartuchos HP 21 e 22, estão vindo somente com 5 (cinco) ml de tinta! A Lexmark vende um cartucho para a linha de impressoras X, cartucho 26, com 5,5 ml de tinta colorida por R$ 75,00. Fazendo as contas: 1.000ml / 5.5ml = 181 cartuchos
* R$ 75,00 = R$13.575,00 .

R$ 13.575 ,00 por um litro de tinta colorida. Com este valor podemos
comprar aproximadamente:

- 300gr de OURO;
- 3 TVs de Plasma de 42;
- 1 UNO Mille 2003;
- 45 impressoras que utilizam este cartucho;
- 4 notebooks;
- 8 Micros Intel com 256 MB.

Está indignado? Então divulgue esta informação ...



























segunda-feira, 27 de abril de 2009

VIVA O MEU COMPADRE JERMIRO!





MEU AXÉ AO COMPADRE JERMIRO, UM CIDADÃO HONESTO, TRABALHADOR E, ACIMA DE TUDO, CONSCIENTE DE SEUS DIREITOS.


A vida é o bem mais precioso do ser humano,


mas a vida sem liberdade não tem qualquer significado,


nem dignidade.


Leon Frejda Szklarowsky


No Brasil, racismo é crime inafiançável e imprescritível, ou seja, é conduta de natureza grave, que não permite ao agressor livrar-se da prisão (em flagrante) mediante pagamento de fiança e nem o Estado perde o direito de punir ou de aplicar a punição, com o decorrer do tempo. O fato de ser considerado crime e sendo um dos poucos de natureza inafiançável e imprescritível revela que a prática do racismo está caracterizada na sociedade brasileira e é considerada repugnante.


O racismo é tema de relevância universal. Todavia, oficialmente, aplica-se o termo discriminação, que é mais largo, não se fechando apenas sobre o aspecto racial. A Declaração Universal dos Direitos Humanos, considerando a pluralidade da discriminação, determina que toda pessoa tem todos os direitos e liberdades proclamados nela, sem distinção de raça, cor, sexo, idioma, religião, opinião política ou de qualquer outra índole (Cfr, artigo 2º, da DUDH).


O Ministério da Justiça tem procurado disponibilizar assessoria jurídica e psicológica aos indivíduos vítimas de discriminação racial, em que a atuação das polícias tem sido exigida, tomando as providências que se fizerem necessárias e monitorando as respostas dos órgãos públicos competentes.


É obrigação do Estado desenvolver um processo de capacitação e formação sobre a questão racial no Brasil junto às instituições jurídicas, gerência de segurança Pública e sociedade em geral, através de cursos, seminários e oficinas, bem como, a produção e distribuição de cartilhas informativas sobre o procedimento em caso de discriminação racial, sobre a s leis que definem e punem essa prática.




Como fazer em caso de discriminação?


Não fique calado, denuncie.



Mantenha a calma e não revide com agressão física ou verbal.



Anote a data, horário e local da agressão e o nome e endereço do agressor.



Dirija-se, de preferência com testemunhas ou provas, a delegacia de policia mais próxima e registre ocorrência.



Disque 190 ou o S.O.S Racismo: 0800 280-6664.




Conheça seus direitos


A Constituição Federal no seu Art. 5° inciso XLII, determina que "a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito de reclusão nos termos da lei".


O Art. 3° - Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:


(...)


IV Promover o bem estar de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outra forma de discriminação.


O Art. 5° - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida, a liberdade, a igualdade, a segurança e a prosperidade...


(...)


XLI A lei punirá a qualquer discriminarão atentatória dos direitos e liberdades fundamentais.


Apoio
Ministério da Justiça / Secretaria de Estado dos Direitos Humanos



geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

sábado, 25 de abril de 2009

CRIMES AMBIENTAIS EM MINAS NOVAS - AUDIÊNCIA PÚBLICA DA ALEMG




quinta-feira, 9 de abril de 2009

TRE-MG HOMENAGEIA A MEMÓRIA DE DONA CELUTA FIGUEIREDO COSTA

Dia Internacional da Mulher

TRE faz levantamento histórico sobre as mulheres eleitas em Minas

  Levantamento do Centro de Memória do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais mostra o quanto a participação da mulher na política de Minas se alterou nos últimos 60 anos. Nas eleições de 2008, foram eleitas no Estado 51 prefeitas e 831 vereadoras. Em 1947, primeira eleição municipal realizada após a reinstalação da Justiça Eleitoral no Brasil, o número de vereadoras mineiras foi de 17, não tendo sido eleita qualquer prefeita. Esse levantamento do ano de 1947 pode não ser exato, pois há alguns nomes que constam das atas do TRE que podem ser masculinos ou femininos – o que não foi possível ser esclarecido. As estatísticas de eleitos por sexo em 2008  podem ser consultadas no site do TSE (http://www.tse.gov.br/internet/eleicoes/estatistica2008/est_result/cargo.htm ).

  Em Belo Horizonte, onde foram eleitas em 2008 cinco vereadoras (uma delas depois escolhida presidente da Câmara), nenhuma mulher se elegeu vereadora em 1947. Em  18 de julho de 1949, a escritora Alaíde Lisboa (PTN), que ficou como suplente nas eleições de 47, foi empossada como a primeira vereadora da Capital mineira. As primeiras deputadas estaduais mineiras fora eleitas em 1962: Maria José Nogueira Pena (PSD) e Marta Nair Monteiro (PDC). Já a primeira deputada federal foi Nysia Carone (falecida recentemente), eleita em 1966 pelo MDB (e cassada em 1968 pelo AI-5). A primeira senadora eleita por Minas Gerais foi Júnia Marise (PRN), em 1990.


 VEREADORAS ELEITAS EM 1947 EM MINAS GERAIS

 

Águas Formosas – Laudelina Gonçalves Melo Costa (PSD)

Almenara – Angelina Pereira do Nascimento (PR)

Araguari – Hilda Ferreira da Cunha (PSD)

Ataléia – Malvina Bandeira Gazel (UDN-PR)

Brasília (Brasília de Minas) – Emília Teixeira de Carvalho Sobrinha (PSD)

Campo Belo – Ione Maia (PSD) e Jacira Vilela da Silva (UDN)

Campo Florido – Lucilia Soares Rosa (PSD)

Capelinha – Herminia Eponina da Silva (PSD)

Minas Novas – Celuta de Figueiredo Costa (UDN)

Pirapetinga – Nilza Martins (UDN-PR-PSD)

Pirapora – Maria de Oliveira (PTB)

Recreio – Maria de Castro Gama Lima (UDN)

Sacramento – Paula de Graça Lima (PSD-PTB)
Santa Rita de Jacutinga – Rita Mendonça (PR)

Serro – Arlita de Lourdes Barbosa (PSD)

Varginha – Lucia de Carvalho (PSD)

 

COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO TRE-MG

SEÇÃO DE PRODUÇÕES JORNALÍSTICAS

6 DE MARÇO DE 2009

ccs@tre-mg.gov.br

(31) 3298-1917/1386/1177

 

 


 

terça-feira, 7 de abril de 2009

A VERDADE QUE A GLOBO NÃO MOSTRA

Meditemos sobre a realidade estampada no anexo.

--
geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

HISTÓRICO DAS IRMANDADES DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, NO BRASIL, NOS ÚLTIMOS 400 ANOS.

Na foto acima, o "rei" Zé de Durval, a "rainha" Vani de Dagmar e Maria de Clarinha, em 1955, no cortejo de uma das mais lindas festas do Rosário que se tem notícia na cidade de Minas Novas (MG).

A Irmandade de Nossa Senhora do Rosário chegou ao Brasil no século XVI.

Na tradicional e rica cidade de Santos (SP), a igreja matriz tem como padroeira Nossa Senhora do Rosário e desde o século XVII, esta mesma imagem de Nossa Senhora é, também, a padroeira principal de outras cidades importantes como Itu, Parnaíba e Sorocaba.

A partir do fim do período colonial, as irmandades do Rosário passaram a ser constituídas pelos "homens pretos".

No Brasil essas organizações comunitárias religiosas foram adotadas tanto por senhores como pelos escravos, sendo que no caso dos negros, essas irmandades tinham o objetivo de aliviar-lhes os sofrimentos infligidos pelos brancos. Era através das mesas de confrades que os escravos recolhiam as sementes de um capim (misturadas ao barro contendo pó de ouro), cujas contas grossas, denominadas "lágrimas de Nossa Senhora", que serviam para montarem os terços para rezar (seguindo o costume muçulmano mantido pelas tribos a que pertenciam lá na África) na verdade era subterfúgio para o desvio de boa quantidade do ouro apurado nos garimpos. A par disto, organizavam cultos onde, às escondidas, no meio de seus atabaques, tambores e taquaras, iam "contabizando" suas pequenas fortunas de ouro, as quais deixavam sob a guarda de um "provedor" ou "zelador", ex-escravo (forro) escolhido entre os mais confiáveis, a quem chamavam de "Ingoma". Com essa "economia" ou "poupança", erigiam as capelas e também compravam suas cartas de alforria, através de alguns padres mais liberais que conseguiam que seus superiores hierarquicos (os bispos) fizessem "vistas grossas", em relação àquelas manobras. Nas capelas erigidas para o culto à Padroeira, reuniam-se festivamente em datas combinadas, faziam suas mesuras aos bracos, homenageando-os como reis e rainhas, para que pudessem, em paz, ali guardar suas "muambas", suas ferramentas, seus instrumentos musicais e suas melhores vestimentas que eram reservadas para as cerimônias, quando também repartiam, entre si, dinheiro, presentes, comidas, bebidas e gulozeimas. Nestas datas obtiam da Igreja, logicamente em troca de "alfaias" e "joias" que enchiam as burrras dos vigários e cônegos, a autorização para batizados e casamentos.

Dessas organizações, porém, surgiram belíssimos templos, sobrados paroquiais, em função dos quais eram mantidas casas de recolhimento de menores, orfãos, idosos e enfermos, muitos que se tornaram colégios, conventos e hospitais.

Crianças vestidas de anjo, formando o cortejo dos "reis" do Rosário, na Festa de Minas Novas, em 1955.

É de se observar, através da análise das fotos aqui publicadas, que a "Irmandade", apesar da denominação de "Irmandade dos Homens Prestos", nelas as pessoas negras -- durante muito tempo-- ficavam à margem dos festejos, embora nos estatutos rezem cláusulas que determinam que pelo menos um dos "reis" seja descendente de escravos. Estas condições, porém, eram ignoradas pela Mesa Diretora, em razão do preconceito que vigorava na sociedade, quando nem mesmo as crianças negras podiam vestir de "anjos", permanecendo humildezinhas na parte anterior do cortejo. Atualmente estas distorções têm sido evitadas.

Registram-se as seguintes datas de fundação das Irmandades dos Homens Pretos:

1640 - Rio de Janeiro (cidade), Rio de Janeiro

1708 - São João del-Rei, Minas Gerais


1711 - Na cidade de São Paulo a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos está localizada no centro de São Paulo, no Largo do Paissandu. A entidade, foi criada para abrigar a religiosidade do povo negro, impedido de freqüentar as mesmas igrejas dos senhores, resiste à urbanização, mantendo em seu calendário uma devoção secular a Nossa Senhora do Rosário. São realizadas procissões, novenas e rezas do terço, despertando o interesse dos que transitam pelas proximidades da avenida São João e da avenida Rio Branco.


1713Cachoeira do Campo e Sabará, Minas Gerais


1715Ouro Preto, Minas Gerais


1728Serro, Minas Gerais


1754 - Viamão, Rio Grande do Sul


1771 - Caicó, Rio Grande do Norte


1773 - Mostardas, Rio Grande do Norte


1774 - Rio Pardo, Rio Grande do Sul


1796 - Salvador, Bahia


1782Paracatu, Minas Gerais


A Irmandade do Rosário, tradicionalmente possui a seguinte hierarquia: a Mesa Administrativa, o Conselho de Irmãos, a Coorte e o Estado Maior com suas Guardas. Em alguns lugares, devido à perseguição promovida pelo clero, algumas destas irmandades desvincularam-se da Igreja Católica e passaram a agir como terreiros de sincretismo. Mais recentemente, em algumas dioceses há uma reaproximação, através da Pastoral Afro-Brasileira, como é o caso de Belo Horizonte e Contagem onde o Arcebispo Dom Valmor Oliveira tem sido simpático à retomada dessas tradições, à luz de orientações mais liberais e progressistas.

Também o Cardeal Dom Serafim Fernandes de Araujo, que é natural de Minas Novas, tem prestigiado os festejos de Nossa Senhora do Rosário de sua terra natal, lá comparecendo nos últimos anos, onde, piedosamente se mistura ao povo para louvar a padroeira, o que tem sido muito positivo para aumentar o prestígio da Irmandade local..

Com quase três séculos de existência, a Irmandade do Rosário dos Homens Pretos é uma referência para movimentos de consciência negra, porque apresenta uma tradição religiosa que remonta aos tempos dos primeiros escravos.

A Irmandade do Rosário, nas cidades históricas de Minas Gerais, continua sendo a mais antiga, a mais importante e mais prestigiada organização comunitária, prestando relevantes serviços, não só no sentido religioso, mas, principalmente, cumprindo o seu verdadeiro papel social como impulsionadora do Turismo, o que, somente sob este aspecto, beneficia a economia gerando direta e indiretamente emprego e renda para grande parte da população. Tal fenômeno pode ser observado, principalmente em Serro, Diamantina, Datas, Sabará, Paracatu, Contagem, Barbacena, Piranga, Conselheiro Lafaiete, Ouro Branco, São João Del Rei, Mariana, Tiradentes, Conceição do Mato Dentro, Itabira, Nova Era, Raposos, Betim, Bocaiúva, Dores do Indaiá, Oliveira, Caeté e Santa Luzia, cidades em que os festejos religiosos ligados à tradição afro-brasileira, como as folias, os reisados, os congados, os ternos e outras manifestações folclóricas preenchem o rico calendário de eventos, durante todos os meses do ano, atraindo milhares de turistas e fieis que ali comparecem religiosamente, movimentando todos os segmentos econômicos desses importantes municípios

A tradição da Irmandade do Rosário é uma realidade em muitas outras cidades de Minas, sendo que em algumas delas o que se observa, em razão da falta de incentivos e de lideranças locais, é uma forte tendência ao desaparecimento – como associação de confrades – pois lhes resta apenas a motivação religiosa mantida, muito mais pela influência positiva da própria Igreja Católica, que pelo interesse dos "irmãos de opa". Neste caso se enquadram os festejos realizados em Araçuai, Francisco Badaró, Chapada do Norte e Minas Novas.


Nessas cidades, que se localizam bem próximas umas das outras, é muito forte a religiosidade, sendo a imagem de Nossa Senhora do Rosário venerada como padroeira e as datas reservadas à sua festa anual são guardadas como feriados, quando os devotos se dirigem, com muita devoção, às novenas e às cerimônias que se realizam com grande pompa e participação popular. São festejos muito simples, bem peculiares à tradição deixada pelos escravos. Mesmo a parte solene dos festejos considerada como profana, representa o que há de mais original e significativo da fé e do sentimento religioso que a população dessas comunidades conservam em relação à Padroeira dos Negros.


Em cidades próximas a Minas Novas (antiga Vila do Fanado) como Berilo, Itacambira, Turmalina, Capelinha, Senador Modestino e Itamarandiba, que também fazem parte do Vale do Jequitinhonha , a Irmandade já existiu e foi muito importante, nestes locais já não restam sequer as antigas capelas, pois estas, infelizmente, foram demolidas ou relegadas ao abandono e transformadas em ruínas e desfeitas as seculares traddições, diante do descaso das lideranças comunitárias, que assim agiram em nome do "progresso".


O componente antropológico desse fenômeno recomenda estudos mais sérios e aprofundados.

A questão religiosa continua sendo de grande importância, mas a própria Igreja Católica não tem sabido capitalizar a seu favor o potencial que ainda representa esta corrente de fé que prende toda uma população a seu passado, à história da mineração, à saga dos pioneiros, sendo que em muitos casos os padres (a maioria de origem européia ou que desconhece a cultura local) se posicionam de forma contrária à tradição, agindo no sentido de desestimular e até coibir os festejos e as manifestações ligadas ao folclore, o que é lamentável sob todos os aspectos.

geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

segunda-feira, 6 de abril de 2009

o CAMINHO DAS INDIAS só abarrota as burras da GLOBO.

O luxo é lindo e o lixo não dá IBOPE! Mesmo assim a Rede Globo bem que poderia dar uma "chance" - mesmo que de alguns segundos - para veicular as mensagens de um Gandhi, de uma Madre Tereza de Calcutá, de uma Irmã Dulce ou Betinho. 
 
Outra sugestão seria a de destinar uma parte do que arrecada através do "projeto" BBB para obras sociais, aqui mesmo no Brasil onde também existem comunidades que em nada perdem para as miseráveis mostradas nas imagens anexas. LAMENTAVELMENTE, em que pese a propaganda das "Bolsas" disto e daquilo, como moeda de troca para eleger a "mãe"  do PAC ....  E haja PT, PMDB. Sarney, Michel Temer, Collor, Jader Barbalho, Hélio Costa, FHC, Serra, Lula, Aécio, Dilma, Renan Calheiros, Edmar Castelhano, Juvenil Alves, João Magalhães, Mário de Oliveira, Wanderley Ávila, Elmo Brás e tanta farinha podre do mesmo saco de gatos e ratosAAAArrG....!!!!

O ano 2000 na visão de 1910

INTERESSANTE E CURIOSO
(Colaboração do Coronel JOÃO EUGÊNIO COELHO)

Como as pessoas em 1910, imaginavam que seria o ano 2000

A Biblioteca Nacional da França (BNF) tem uma impressionante coleção de
gravuras feitas em 1910, que retratam o que seria a vida no ano de 2000.

Veja as fotos


Os bombeiros voariam...

Os sapatos teriam motor...

Os barbeiros seriam robôs...

Os carros voariam...

As mensagens seriam fonográficas...

Existiriam drive-in para "carros voadores"...

Os jornais seriam escutados ao invés de lidos...

Existiriam videoconferências...

Não existiriam funcionários nas obras, somente robôs...

Os alunos não usariam livros, eles iriam ouvi-los, de acordo com a vontade
do professor (observe a animação do auxiliar)...

Fabricar roupas nunca seria tão fácil.

--
geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

domingo, 5 de abril de 2009

EXTREMOS CONTRASTES SOCIAIS: um A B S U R D O !

Trata-se de uma luta de "Davi contra Golias". Uma utopia? Uma ilusão? Uma quimera? Bem ... fica a critério de cada um posicionar-se: como inválidos ou como valentes -- pessoas que, mesmo que fracas, têm o dom da palavra, da indignação e do grito.

--
geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

Fwd: FW: Ana Carolina...Demais

SEI QUE NÃO DÁ PRA MODIFICAR O COMEÇO, MAS PODEMOS CONCORRER, DEFINITIVAMENTE, PARA QUE OS RESULTADOS SEJAM MODIFICADOS E AÍ, SIM, PODEREMOS MODIFICAR O FIM. Veja e escute a mensagem anexa.


 
 


--- Em sáb, 4/4/09, Martha Mota <martha.mota.santos@gmail.com> escreveu:

De: Martha Mota <martha.mota.santos@gmail.com>
Assunto: Fwd: FW: Ana Carolina...Demais
Para:
Data: Sábado, 4 de Abril de 2009, 19:34



---------- Forwarded message ----------
Subject: FW: Ana Carolina...Demais
To:


 




ANA CAROLINA E SEU DESABAFO,
VALE A PENA VER E OUVIR

Fwd: UOL - Notícias por e-mail

From: MANOEL RAMIRO ´JUNIOR RAMIRO <casadorabico@yahoo.com.br>
Date: 2009/4/5
Subject: Enc: UOL - Notícias por e-mail
To: GERALDO MOTA <geraldomotacoelho@gmail.com>
Professores protestam pelo piso salarial; decisão sobre greve nacional sai nesta sexta
UOL Educação - 02/04/2009
http://educacao.uol.com.br/ultnot/2009/04/02/ult105u7830.jhtm

É isso aí, Mestres, vamos aproveitar e lutar também para que o Brasil não seja vítima do caos que se aproxima, não votando jamais nos candidatos do PT.

Fwd: Fwd: Melhor definição do PT



---------- Forwarded message ----------
From: MANOEL RAMIRO ´JUNIOR RAMIRO <casadorabico@yahoo.com.br>
Date: 2009/4/5
Subject: Res: Fwd: Melhor definição do PT
To: GERALDO MOTA <geraldomotacoelho@gmail.com>


E, como todos devemos saber, é sempre quase impossível desatolar uma vaca quando ela vai ao brejo. Nesses casos, o melhor é esperar e, antes que os urubus façam dela banquete o melhor é enterrá-la!


De: GERALDO MOTA <geraldomotacoelho@gmail.com>
Para: Adilson Cruz Pires Ribeiro <acprib39@gmail.com>; JOSÉ PEDRO CORDEIRO <josepedrocordeiro@hotmail.com>; EDUARDO SERRANO HEMAN <edu_serrano@yahoo.com.br>
Enviadas: Domingo, 5 de Abril de 2009 20:15:48
Assunto: Fwd: Melhor definição do PT


TUDO PODERIA TER SIDO DIFERENTE,se LULA tivesse feito o que o povo estava esperando que ele fizesse, e até hoje não foi feito e nem vai fazer, a não ser tudo fazer para deixar tudo como está, acontecendo apenas o fato da continuidade do caos. durante o próximo governo que, ao que tudo indica, será o da "Mãe do PAC".
 
Quem tem um pouco de visão das coisas sabe que o país está à beira do caos: No Brasil, devido às maciças propagandas (Veja Globo, etc,,)  além do momento mundial da crise econômica que nos favorece, como país de bananas e outros comodites, neste fenômeno que se verifica de que por aqui está ocorrendo apenas uma "marolinha" (por enquanto!), e tal momento concorre para que tudo siga naturalamente favorável ao Presidente Lula e sua tropa.
 
E o "céu de brigadeiro", de verdade, por existir sempre uma lógica de que as aparências são mera aparências, apenas o cenário que se prepara para um furacão nos ares, uma inundação pelas terras e um maremoto pelas águas.... nos bastidores, vê-se que a classe política está solapando o país e levando-o a uma crise institucional sem prescedentes. É preciso que alguma coisa seja feita, antes que seja tarde demais. Nas casernas o desconforto é geral. Até mesmo altos oficiais já não escondem a indignação e estão colocando a "boca no trombone". Os congressistas mais sérios, (são pouquíssimos!) alguns até do próprio PT e PMDB.  como os Senadores Gaúchos, que de fato são éticos e ainda têm alguma vergonha na cara, não têm mais como disfarçar o que ali se passa, pelo que já deveriam ter "chutado o balde".
 
Estou já desiludido e não vejo qualquer saida para esta situação a não ser tomarmos uma atitude, minimamente drástica, enquanto simples cidadão, mas a que se apresenta possível: esbravejar, indignar e denunciar pelos meios a meu alcance e firmar o compromisso de não votar mais em candidatos do PT  ... ou melhor, mesmo que continue vigorando a obrigatoriedade do voto (que é um absurdo em plena democracia!), de agora pra frente vou pagar multas, não comparecerei às eleições e tudo farei no sentido de convencer a quantos puder para que tomem esta mesma atitude.
 
Nas últimas eleições, por questões de amizade,  tudo fiz --de forma ética-- para ajudar a se eleger o nosso atual prefeito e agora vejo-me arrependido, não pela pessoa do Márcio Lacerda, que de fato é um cidadão honesto, trabalhador, competente empreendedor e pessoa muito justa, mas pela pressão e pelo triste massacre que o PT está submentendo a atual administração, inviabilizando os projetos de campanha e travando o Governo que esperávamos ser bem melhor para a Capital Mineira. Tudo Isto é muito triste e não sei até aonde vamos chegar. Pena que, se não houver uma mobilização séria, eficiente e eficaz, URGENTE, tudo indica que a Dilma vai suceder o "Ogro Barbudo". E aí, "literalmente", será a vaca que irá pro brejo! E nós mineiros, acostumados às fazendas do interior, bem sabemos o quanto é difícil lidar com uma vaca atolada.


 

 

 

             

 

 

  

 

 

A MELHOR DEFINIÇÃO DO PT QUE RECEBI.


 

   

"O PT é um partido orientado por intelectuais que estudaram pouco e nunca trabalharam, formado por militantes que trabalham pouco e não estudam, comandado por sindicalistas que não estudam e nem trabalham e apoiados por eleitores idiotas que trabalham prá burro mas não gostam de estudar, e têm com líder um presidente que nunca estudou e trabalhou.Todos querendo tomar tudo dos que trabalham e estudam".


 

Que tal?... 2010 está chegando. Lembre-se. Abs...Roberto Rocha.













 

 







 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes




--
SONIA



--
geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes



--
geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

sexta-feira, 3 de abril de 2009

CLODOVIL HERNANDES - UMA SAUDADE!

Complementando a mensagem anterior sob o mesmo tema.

--
geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

Re: FW: CLODOV IL NO CÉU

PARA DESCONTRAIR: Duas do Clodovil. 
 
Pela internet correm milhões dessas charges e gosações, cujo tema central é a saudosa imagem do  CLO-DÔ-VIL.
Antes de ser um desrespeito à memória do homem público -- uma ofensa que ficaria sem defesa, de vez a ausência de herdeiros legais dessa inolvidável figura humana--, temos de admitir que tal fenômeno comprova o seu carisma e demonstra o grande carinho que todos tínhamos pela sua pessoa.

geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/

Re: The Prayer....show....

Tudo que é belo, que toca o nosso coração, remete-nos à Inteligência --Dom de Deus-- que nos permite afirmar sermos Criaturas concebidas à sua Divina Imagem e Semelhança. DEUS é a eterna beleza, a eterna bondade, a eterna justiça: todo o contrário é a sua negação. A ausência de DEUS é o caos.

Deus nos abençõe

Amar a Deus acima de todas as coisas, e a teu irmão como a ti mesmo!
 
Eis o mandamento maior de JESUS CRISTO e o fundamento que deveria ser o alicerce de todas as igrejas. Façamos pois, a nossa parte, que o Amor de Deus permitirá que tudo o mais consigamos nesta vida.

O vaso chines

TEMPO DA QUARESMA: Tempo de pensar os diversos vasos que, mesmo íntegros materialmente, são vazios de sentimentos. Mas pensar em ambos os sentidos semânticos. Depois, ocupá-los de amor.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Re: NOTÍCIAS DA AFA-BH - O DEVANEIO de Tunico Sargento

HÁ mais de 50 anos li um livro antigo ("O Delito de Todos) do autor Eduardo Zamucois (Pinar del Río, Cuba, 1876 -Buenos Aires, 1971),obra que -debalde- venho procurando em várias bibliotecas. Localizei, enfim, um exemplar (brochura muito surrada), e o adquiri, em um sebo virtual, estando em processo de releitura, agora de forma mais crítica. ´

Faço, sempre, algumas indagações acerca do fato de que obras como essa, além de muitas outras de grandes escritores, alguns anônimos ou muito pouco conhecidos, mas que souberam analisar o seu tempo e tentaram deixar para a posteridade incríveis pensamentos, permaneçam relegadas ao injusto ostracismo, não merecendo uma nova edição.

FELIZMENTE, em relação a outra pérola da literatura espanhola ("As Forças Morais") de autoria do escritor José Ingenieros (Palermo, 24 de abril de 1877 — Buenos Aires, 31 de outubro de 1925), mesmo que decorrido quase um século de sua estreia, numa editora (que me parece ter escutado meus protestos!) está voltando agora ao prelo.




2009/4/1 GERALDO MOTA <geraldomotacoelho@gmail.com>


---------- Forwarded message ----------
From: Jose Mota Santos <jmotasantos@uol.com.br>
Date: 2009/4/1
Subject: Re: NOTÍCIAS DA AFA-BH - O DEVANEIO de Tunico Sargento
To: afa.bh@bol.com.br


Sr.Antônio Carlos Dias,

(Diretor, Redator, etc do "Noticias da AFA-BH")

SI NON È VERO È BENE TROVATO

Face, a grande repercussão do artigo (editorial), que noticiou com detalhes o ruidoso atentado, esgotando em horas todos os exemplares do grande jornal e a posterior manifestação do "blogueiro" Geraldo Magela Mota Coelho, não só incansável pesquisador das coisas da terra de Santa Cruz, mas também herdeiro da capitania de Duarte Coelho e das "minas de ouro" deixadas por Sebastião Leme do Prado, necessário se faz algumas correções sobre o rumoroso crime.

Historicamente, ou folcloricamente, na fantasia do ilustre cronista, o "Dr.Motinha", em entrevista concedida na Rádio Fanado da cidade de Sucupira, esclareceu que as armas assassinas não eram " Berettas 9mm" e sim duas garruchas e só três tiros acertaram a vítima, pois uma bala mascou. Também, no qüiproquó aprontado pelo valente Tunico, as balas eram também para o Zé Ribamar e Lafaiete, pois na cabeça do sargento, o Mailçu não podia ser ministro e dar ordens para Calazans, pois nunca trabalhou no Banco e, anteriormente, já tinha sido ministro da fazenda, no Governo de Thomé de Souza, enquanto o Ribamar tinha herdado a "Nova República", quando morreu o Ministro da Justiça de Getúlio, o jurisconsulto de São João D`el Rey, e a Escola de Sagres, deixada pelo Infante Dom Henrique.

Disse mais, que a defesa de Tunico Sargento foi patrocinada sob o pálio da gratuidade, pois o indiciado policial/bancário, já afastado da corporação militar e aposentado do Banco Oficial, criado em 1808, pelo Rei Fujão, alegou que os honorários ficariam na dependência do recebimento de volumosa quantia a ser paga por conhecido "fundo de pensão" que, bem administrado na Bolsa de Valores e Costa do Sauipe Hotéis e Resorts, teria gerado superávit de 20.000$000 vinte mil contos de réis, digo, vinte bilhões de reais e acreditava o sonhador Sargento que a volumosa quantia seria dividida de forma equânime entre todos associados, hoje tratados como assistidos do referido fundo. Segundo o bravo justiceiro, até hoje nada recebeu e parte do dinheiro já foi devolvido ao Banco, digo à Coroa para pagamento do"mensalão" e compra de "cuecas dolarizadas" e outras peças afins.

Narrou, ainda, o diligente causídico que toda linha de defesa do apenado, teve amparo em Dostoiésvski (Crime e Castigo), no trabalho de Dr. José de Oliveira Fagundes em sua defesa dos Inconfidentes, feita nos "autos da devassa", em Victor Hugo (os miseráveis), em razão da sede de justiça manifestada pelo indiciado Tunico Sargento - o "Zeca Diabo" de Montes Claros.

ALERTA: Na ficção do ilustre cronista, parece-me que agora, mais velho e tarimbado e não menos corajoso, o valente Tunico-Sargento pretende investir contra outros malfeitores da res pública, estando na mira de suas garruchas os responsáveis pelos casos: Lutfala, Coroa- Brastel, Grupo Capemi, Grupo Delfim, Escândalo da Mandioca, Brasilinvest, Polonetas, Concessões de Rádios e TVS, Transbrasil, Vasp, Varig, Esquema PC, Pasta Rosa, BNDES, Telebrás, Compra de Votos Reeleição, Escândalo do Judiciário, TRT-SP (Juiz Lalau e outros), Sudam, Sudene, Painel do Senado, Caso Lunus (Roseana Sarney), Celso Daniel, Toninho do PT, Caso Francenildo, Sanguessugas, Mensalão, mensalinhos, Valerioduto, Dólar na Cueca , cartões de crédito, Brasil Telecon, Grupo Opportunity, Roupas da Lu Alckmin, Doação Terninhos Dona Marisa, pensão alimentícia do Renan Calheiros, etc, etc, etc.

Enquanto isso, o seu zeloso advogado já está cuidando dos "hábeas corpus", na esperança de que agora receberá seus honorários com o dinheiro que o sonhador Tunico-Sargento espera receber do indigitado Superávit de seu riquíssimo "fundo de pensão".

QUOSQUE TANDEM, CATILINA, ABUTERE PATIENTIA NOSTRA ?

JMS/

----- Original Message -----
From: afa.bh
Sent: Tuesday, March 31, 2009 1:29 PM
Subject: NOTÍCIAS DA AFA-BH

Prezados ex-colegas BB

Não sei se todos tiveram a oportunidade de receber o informativo 73 de "Notícias da AFA-BH", razão pela qual lhe envio, em anexo, cópia da matéria ali publicada na primeira página, para que também entenda um pouco do que vai em nossa alma.

Trata-se de uma das pérolas produzidas por antigos colegas que, desde os bons tempos de nosso saudoso BB, além de continuarem como verdadeiros cidadãos, homens sérios que aprenderam e sempre praticam o fiel cumprimento da Lei, a exemplo do que observavam com referência às instruções normativas das CICs, pois mesmo no gozo da merecida aposentadoria, continuam sentindo o gratificante prazer de defender - com garra, bom humor e competência - os interesses da empresa e fazer do seu posto, agora de descanso, uma trincheira de cidadania e de respeito ao patrimônio social, aos colegas, ao cliente e ao usuário dos serviços de uma empresa na qual ainda, esperançosos e altruístas, todos nós acreditamos ser viável. Nada de que seja, evidentemente, mais do que nossa obrigação de fazê-lo, de vez que, como brasileiros coerentes e de bem, continuamos acreditados como uma classe privilegiada, dentro de nossas comunidades onde, via de regra, procuramos exercer nossos d ireitos e deveres de forma descente, ética e solidária, para desfrutamos, enfim, do merecido prestígio e respeito que conquistamos.

Naquele tempo, quando os fatos narrados teriam sucedido, mas que bem ilustra o sentimento real do cronista, de fato o Banco do Brasil tinha em seu quadro de funcionários o que havia de melhor entre os cidadãos brasileiros, como as figuras exemplares de um Dr. Calazans, na Diretoria, de um Dr. Motinha, na AJURI e do folclórico "Tunico Sargento" em suas andanças como simples e quixotesco funcionário pelas mais distantes filiais. Esse era um tempo difícil, de muito chumbo e de imensas privações, quando o BB cumpria à risca sua função social levando o progresso para todos os rincões do país, sendo considerado o "Braço Direito do Estado Brasileiro". Infelizmente, porém, assim como em todos os universos e paraísos, também no nosso BB existiam (e existem ainda) demônios, monstros, cretinos, vermes e outras figuras deletérias como Mailçu, Lafaiete, Zé de Ribamar e sua corja de abutres.

Sinto uma pena enorme pelo fato de que a cena descrita na admirável crônica do colega Antônio Carlos seja apenas uma obra fictícia.

Se, contrariando a realidade, tivesse ela ocorrido de acordo com a bravura desse nosso herói, é bem certo que os trâmites legais da aludida trama seriam confirmados, justamente da forma ali imaginada, levando-se em conta o estado de necessidade, daquele momento, com a aplicação da extremada medida e o acerto na escolha do patrocínio jurídico, "in casu", colocada sob a regência do Dr. Mota, este colega de quem muito me orgulho, não só pelo parentesco, mas pelo comprovado brilhantismo e profissionalismo que dele conhecemos, como um dos maiores causídicos militantes nos auditórios desta Capital, entre os advogados militantes egressos dos quadros do Banco, além de ser ele, também, assíduo leitor do meu Blog.

Se o Tunico Sargento realmente tivesse agido, daquela forma, sob os cuidados do Dr. Mota, de há muito estaria o nosso colega absolvido de seus atos de bravura, em razão de que o Banco estaria agora preservado em sua histórica grandiosidade, e - em assim sendo -- seus mais dedicados funcionários (o verdadeiro e mais valioso patrimônio de uma empresa) não teriam perdido o alicerce de suas famílias e vidas e, muitos, suas próprias vidas ...

Em referência às questões jurídicas, em nosso pais, confesso que sou radicalmente contrário aos benefícios que a lei, em detrimento dos interesses do povo humilde, sofrido e trabalhador, concede em abundância aos larápios, estupradores, pedófilos, assaltantes, lascarinos, xixilados, corruptos, profissionais do colarinho branco e demais políticos desprezíveis, bem como fico indignado com as artimanhas, os recursos protelatórios, os meandros e labirintos em que os bons advogados descobrem filigranas para absolvê-los, simplesmente para confirmar seus talentos e convicções, o que não deixa de ser louvável, em homenagem à inteligência a ao esforço profissioanl (dos advogados, naturalmente!).

Quanto ao grande herói Tunico Sargento, vai aqui o meu abraço de parabéns a seu criador, cujo pensamento deveria ser transcrito - como objeto de reflexões sobre o caso em análise, quanto ao risco e ao perigo de, pela força do poder maligno da incompetência togada, reproduzirem-se no país justiceiros como o simbólico, valente e simpático bancário apelidado de Tunico - devendo este figurar como uma alegoria e um alerta, destacado em todas as páginas das agendas ministeriais, como sumulas vinculantes a serem observadas pelos Gilmares Mendes, pelos Tarsos Genros, Sogros e demais parentes e aderentes desta outra casta de energúmenos que comandam a nossa "Ré" pública, naqueles palácios da Esplanda onde impera um ogro maravilhado tendo como lugares-tenentes o Ribamar, Rei do Maranhão, além do assessoria de outros chalaças e rasputins do quilate de Mailsons, Hélios, Coutinhos e outr os químicos da patifaria verde-amarela, sangrando copiosa e diariamente nossa fé e nossa esperança.


geraldo mota
http://geraldomotacoelho.blogspot.com/



CONFIRA AQUI OS LIVROS DE MINHA BIBLIOTECA FÍSICA

Cursos Online é Cursos 24 Horas

LIVROS RECOMENDADOS

  • ANÁLISES DE CONJUNTURA: Globalização e o Segundo Governo FHC - (José Eustáquio Diniz Alves /Fábio Faversani)
  • ARTE SACRA - BERÇO DA ARTE BRASILEIRA (EDUARDO ETZEL)
  • AS FORÇAS MORAIS - (José Ingenieros)
  • CONTOS - (Voltaire)
  • DICIONÁRIO DE FANADÊS - Carlos Mota
  • DOM QUIXOTE DE LA MANCHA - (Cervantes)
  • ESPLÊNDIDOS FRUTOS DE UMA BANDEIRA VENTUROSA - (Demósthenes César Jr./ Waldemar Cesar Santos)
  • EU E MARILYN MONROE & O OUTRO- CARLOS MOTA
  • FRAGMETOS - (Glac Coura)
  • HISTÓRIAS DA TERRA MINEIRA - (Prof. Carlos Góes)
  • http://www.strategosaristides.com/2010/12/cronicas-do-mato.html
  • IDAS E VINDAS - (Rosarinha Coelho)
  • MOSÁICO - (Glac Coura)
  • O CAMINHANTE - (José Transfiguração Figueirêdo)
  • O DIA EM QUE O CAPETA DESCEU NA CIDADE DE MINAS NOVAS - (João Grilo do Meio do Fanado)
  • O MITO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - (Celso Furtado)
  • O NOME DA ROSA - (Umberto Eco)
  • O PRÍNCIPE - (Maquiavel)
  • O SEGREDO É SER FELIZ - ROBERTO SHINYASHIKI

ORIGEM DOS ACESSOS PELO MUNDO

Arquivo do blog