quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

UFJF abrirá campus avançado em Governador Valadares


Quando se tem boa vontade política e disposição das lideranças em buscar os investimentos necessários, aí - sim - os bons resultados aparecem. Esperamos que esta seja - também - a realidade de Minas Novas em relação ao sonhado campus da UFVJM:


UFJF abrirá campus avançado em Governador Valadares

Date: Tue, 28 Feb 2012 18:38:43 +0000

Boas novas são importantes serem repassadas, repassemos esta espetacular boa nova.

 

________________________________________________________________________________________________________________

UFJF abrirá campus avançado em Governador Valadares

Entre os cursos aprovados está o de Medicina e a previsão é que o vestibular aconteça no final do primeiro semestre deste ano

              O Conselho Administrativo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) ratificou a implantação do campus avançando da universidade em Governador Valadares. "Esta é uma luta histórica do nosso mandato. O campus já havia sido garantido pelo ex-presidente Lula e pela presidenta Dilma, sendo o polo prioritário a ser implantado em Minas Gerais", destacou o deputado federal Leonardo Monteiro (PT-MG).

               Serão oferecidas 750 vagas anuais em nove cursos de graduação presenciais: Administração, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição e Odontologia. A relação de cursos foi acertada, conforme a demanda regional, entre o Ministério da Educação, UFJF e Prefeitura Municipal de Governador Valadares. "Este é o primeiro campus avançado da UFJF e com ele estaremos levando mais conhecimento, pesquisas e perspectiva de futuro para a região Leste do Estado", afirma o reitor Henrique Duque.

                Metade das vagas já será selecionada, através de vestibular, até julho, para ingresso em agosto (ver quadro). Os candidatos farão a seleção em uma etapa de provas objetivas e outra de discursivas específicas, semelhante ao modelo aplicado em edições anteriores do vestibular local.

                A fim de atender a nova demanda, serão contratados 566 servidores: 266 professores e 300 técnico-administrativos em educação. "Uma universidade federal é uma indústria do saber. Além de capacitar os nossos jovens e trabalhadores com conhecimento, estaremos ofertando novos postos de emprego. Valadares será uma cidade universitária e isso vai aquecer a economia da nossa cidade", destaca o parlamentar. O lançamento dos primeiros editais está previsto para a última semana de março, e as provas deverão ser em abril. Durante a preparação dos editais, serão analisados o perfil profissional que será requisitado, disciplinas e lotação (Juiz de Fora ou Governador Valadares).

                Até a criação da nova cidade universitária, as aulas acontecerão em um prédio novo de quatro andares, com 24 salas de aula, localizado no Centro. Ao mesmo tempo, será dado início ao processo de construção da nova unidade em um terreno doado à UFJF, com 532.933 metros quadrados, a cerca de quatro quilômetros da região central. A expectativa é que tudo fique pronto em um ano e meio. Dos R$ 120 milhões investidos pelo Governo Federal para o novo campus, através da terceira fase do Reuni (Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais), R$ 22 milhões estão no Orçamento da Universidade deste ano, sendo R$ 16 milhões para infraestrutura e compra de equipamentos e R$ 6 milhões p ara manutenção e outras despesas de custeio. Até 2014, serão repassados R$ 63,1 milhões.

                A criação do campus em Governador Valadares foi aprovada pelo Conselho Superior da UFJF (Consu), formado por diretores de unidades, representantes de professores, técnicos, alunos e Administração Superior. A votação ocorreu no dia 16 de fevereiro, com a aprovação de todos os 38 membros que estavam presentes. Na última segunda, 27, o Conselho também deliberou pela expansão da quantidade de 750 vagas dos nove cursos de Saúde e de Sociais Aplicadas. "A chegada da Universidade Federal marca a transformação do desenvolvimento social e econômico da nossa cidade por meio do conhecimento. Este é um momento de grande alegria que dá início a um novo tempo para a nossa querida Valadares. Os valadarenses merecem essa conquista&rd quo;, afirma Leonardo Monteiro.

Cursos e vagas em Governador Valadares

 

            Cursos

Total de vagas

Vagas para o 2º semestre de 2012

Administração

100

50

Ciências Contábeis           

50

25

Direito

100

50

Economia

100

50

Farmácia

80

40

Fisioterapia

60

30

Medicina

100

50

Nutrição

80

40

Odontologia

80

40

TOTAL DE VAGAS

750

375

 

 

ACESSE o BLOG DE GERALDO MOTA
 

CONVIDARAM O CARA "ERRADO". PRESTE ATENÇÃO NO QUE ELE DIZ...

video
A Radiobrás convidou um ilustre professor universitário para fazer comentários sobre as comemorações do dia 7 de Setembro, mas se esqueceram de combinar o que deveria ser dito. Como o programa foi apresentado "ao vivo" veja, então, o que foi levado ao ar sob o olhar assustado do entrevistador.

 


ACESSE o BLOG DE GERALDO MOTA
 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

SITE DE MUSICAS ORQUESTRADAS LINDAS PARA RELAX.

70 músicas orquestradas - SELECIONADAS - para brindar o seu bom gosto.

Site de músicas sublimes...

 (E bota sublime nisso!! Só música boa!

 Clique no endereço abaixo!! Só orquestradas.

  

ACESSE o BLOG DE GERALDO MOTA
 

com Maria Betania fica melhor ainda



 

JÁ TIVE PRESSA.....


Essa é para as almas privilegiadas , sinceras e sensíveis...

TOCANDO EM FRENTE
Conta-se que num dia qualquer, Almir Sater estava em São Paulo para uma temporada e desceu do seu apartamento para tomar um cafezinho num mercado ali perto.
Chegando ao destino, encontrou Renato Teixeira que o convidou para experimentar uma viola nova que acabara de comprar.
Enquanto tomavam café, Almir dedilhou a viola e soltou..."Ando devagar"...ao que Renato emendou ..."porque já tive pressa".

Dizem que essa maravilha ficou pronta em 10 minutos. Um dia alguém perguntou ao Almir como essa música fora feita e ele respondeu...
"Ela já estava pronta....Deus apenas esperou que eu e o Renato nos encontrássemos para mostrá-la pra gente".
Não sei se isso é lenda ou é verdade...tanto faz.
Música e letra são realmente espetaculares...uma joia rara, feita num raro momento de inspiração .

 

 

 

 


ACESSE o BLOG DE GERALDO MOTA

 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

CAMPANHA DA FRATERNIDADE - 2012

Apresentação: O cartaz da CF 2012


O cartaz atualiza o encontro do Bom Samaritano com o doente que necessita de cuidado (Lc 10,29-37). A mão do profissional da saúde, segurando as mãos da pessoa doente, afasta a cultura da morte e visibiliza a acolhida entre irmãos (o próximo). A Igreja como mãe, em sua samaritanidade, aproxima-se e cuida dos doentes, dos fracos, dos feridos, de todos que se encontram à margem do caminho. 

O profissional de pé, o enfermo sentado, olhos nos olhos, lembram o compromisso e a dedicação do profissional da saúde, no processo de cura do paciente, e a confiança do doente naquele que o acolhe e cuida. A acolhida e o cuidado aliviam a dor, estabelecem uma relação de confiança decisiva para a cura e superação das barreiras sociais.

A cruz, que sustenta e ilumina o sentido do cartaz, recorda a salvação que Jesus Cristo nos conquistou. Ela ilumina a vida humana, a morte, as dores, o sofrimento das pessoas sem assistência de saúde. No entanto, é ela também que ilumina o encontro entre o profissional da saúde e o doente, pois aponta para a esperança da transformação completa: um novo céu e uma nova terra.

A alegria do encontro retratado no cartaz recorda aos profissionais da saúde que foram escolhidos para atualizarem a atitude do Bom Samaritano em relação aos enfermos. Mobiliza os gestores do sistema de saúde a se empenharem para possibilitar atendimento digno e saúde para todos. Que a saúde se difunda sobre a terra.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

http://g1.globo.com/videos/minas-gerais/t/bom-dia-minas/v/barragem-das-almas-e-o-ponto-de-encontro-dos-folioes-em-minas-novas/1822486/

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

AMAMENTAR EM PÚBLICO É ATENTADO AO PUDOR, EXIBICIONISMO OU DESLEIXO ?


Peito pra fora? Só no carnaval! Não inventa de amamentar em público, sua subversiva.

Uma moça de nome Letícia González  publicou ontem na versão on line de uma revista - que eu não leio por não compartilhar dos mesmos valores - um texto querendo abrir o debate para "quando é ´ok´ amamentar e quando é 'demais' amamentar". Uma pessoa de um grupo de discussão compartilhou e eu fui lá ver, porque o título (Amamentar em público e em qualquer lugar. Tem que poder. Mas precisa?) era daqueles que você lê e pensa: "Ó lá a pessoa querendo os tais 15 minutinhos, sem pauta, com as malas prontas e querendo ir pro carnaval".
No fim do texto, ela lança a pergunta-debate: "Quando é ´ok´ e quando é ´demais´ amamentar?".
Eu li, eu ri e eu comentei.
Vai aqui o comentário, que até o momento em que escrevo não havia sido publicado.
"Olá Letícia. Foi com espanto que li a sua pergunta-debate sobre quando é "ok" amamentar e quando é "demais". Se nós estivéssemos falando sobre usar saias que permitem ver a calcinha, sobre blusas que permitem ver o bico dos seios, sobre revistas Playboys e afins penduradas em bancas, sobre mulheres pagando peitinho na tv, sobre mulheres nuas no carnaval, sobre essas coisas que são supérfluas e totalmente desnecessárias (ainda que ocorram com cada vez mais frequência e com o aval das pessoas), sua pergunta faria sentido. Mas não estamos falando de hábitos ou comportamentos supérfluos, estamos falando de algo que é insubstituível e que nenhum leite artificial ou mamadeira é capaz de repor: amamentação. Que vai muito, mas muito mais além de, como é mesmo que você se refere a ela, "um peito pulando pra fora da roupa". Amamentar um filho é alimentá-lo não só de leite materno, é oferecer a ele entrega, disponibilidade, afeto, contato e segurança. Os peitos de quem amamenta não pulam pra fora da roupa, eles não têm vida própria. Eles são expostos pela mãe para que o filho se alimente. Fome, sede, acontece em todo lugar. É compreensível, portanto, que em todo lugar uma mulher possa amamentar sem ter que se preocupar com a mentalidade curta e doentia das pessoas, que podem olhar para ela como aberrante ou como objeto sexual. Muitas organizações de saúde no mundo estão trabalhando arduamente para que toas as mulheres, homens e famílias se conscientizem de que, sim, é necessário, importante e fundamental amamentar. Amamentar, Letícia, nunca será demais, pelo contrário. O que anda acontecendo é de menos: mulheres que andam se sentindo desconfortáveis porque pessoas se acham no direito de lançar esse tipo de discussão sem embasamento, sobre quando é "ok" e quando é "demais". A Organização Mundial de Saúde, a UNICEF, o Ministério da Saúde, as Secretarias Estaduais da Saúde já responderam e respondem todos os dias a sua pergunta: NUNCA é demais amamentar. Quem se sente incomodado pela prática deveria se questionar sobre os motivos do seu incômodo, talvez com a ajuda de um analista. Isso simboliza uma série de más resoluções psíquicas. Um abraço"







SEXTA-FEIRA, 17 DE FEVEREIRO DE 2012

 Peito pra fora? Só no carnaval! 

Não inventa de amamentar em público, sua subversiva.

Uma moça de nome Letícia González publicou ontem na versão on line de uma revista - 
que eu não leio por não compartilhar dos mesmos valores - um texto querendo abrir o debate para
 "quando é ´ok´ amamentar e quando é 'demais' amamentar". 

Uma pessoa de um grupo de discussão compartilhou e eu fui lá ver, porque o título
Amamentar em público e em qualquer lugar. Tem que poder. ( Mas precisa?)

Era daqueles que você lê e pensa:

"Ó lá a pessoa querendo os tais 15 minutinhos, sem pauta, com as malas prontas e querendo ir
pro carnaval".

No fim do texto, ela lança a pergunta-debate:

"Quando é ´ok´ e quando é ´demais´ amamentar?".

Eu li, eu ri e eu comentei.

Vai aqui o comentário, que até o momento em que escrevo não havia sido publicado.

"Olá Letícia. Foi com espanto que li a sua pergunta-debate sobre quando é "ok"
 amamentar e quando é "demais". Se nós estivéssemos falando sobre usar saias que permitem ver a calcinha, sobre blusas que permitem ver o bico dos seios, sobre revistas Playboys e afins penduradas em bancas, sobre mulheres pagando peitinho na tv, sobre mulheres nuas no carnaval, sobre essas coisas 
que são supérfluas e totalmente desnecessárias (ainda que ocorram com cada vez mais frequência e 
com o aval das pessoas), sua pergunta faria sentido. Mas não estamos falando de hábitos ou comportamentos supérfluos, estamos falando de algo que é insubstituível e que nenhum leite
artificial ou mamadeira é capaz de repor: amamentação. 
Que vai muito, mas muito mais além de, como é mesmo que você se refere a ela, "um peito pulando 
pra fora da roupa". Amamentar um filho é alimentá-lo não só de leite materno, é oferecer a ele 
entrega, disponibilidade, afeto, contato e segurança. Os peitos de quem amamenta não pulam pra 
fora da roupa, eles não têm vida própria.

Eles são expostos pela mãe para que o filho se alimente. Fome, sede, acontece em todo lugar. 

É compreensível, portanto, que em todo lugar uma mulher possa amamentar sem ter que se 
preocupar com a mentalidade curta e doentia das pessoas, que podem olhar para ela como aberrante 
ou como objeto sexual. Muitas organizações de saúde no mundo estão trabalhando arduamente para 
que toas as mulheres, homens e famílias se conscientizem de que, sim, é necessário, importante e fundamental amamentar. Amamentar, Letícia, nunca será demais, pelo contrário. 

O que anda acontecendo é de menos: mulheres que andam se sentindo desconfortáveis porque
pessoas se acham no direito de lançar esse tipo de discussão sem embasamento, sobre quando é "ok" e quando é "demais". 

A Organização Mundial de Saúde, a UNICEF, o Ministério da Saúde, as Secretarias Estaduais da 
Saúde já responderam e respondem todos os dias a sua pergunta: NUNCA é demais amamentar. 

Quem se sente incomodado pela prática deveria se questionar sobre os motivos do seu incômodo, 
talvez com a ajuda de um analista. Isso simboliza uma série de más resoluções psíquicas. 

Um abraço"
Tá 

chegando o carnaval.

Um monte de mulher vai sambar com as peitolas de fora e o mundo vai achar leeendo.

Até a finada Dercy já saiu com as peitolas de fora e o pessoal achou suuuper artístico.

Tem um monte de fantasia daquelas que se acoplam peitos de borracha ou de plástico, que
geralmente os homens gostam de usar.
Mulher não usa muito porque, afinal, a gente já tem, né? Pra nós é tão comum...

Os peitos são fantasias.

E um dos significados de "fantasia" é: imaginação criadora; ficção; coisa que não tem existência
real, mas apenas ideal.

Os peitões também são fantasias.

E os seres humanos estão com problemas pra diferenciar o que é fantasia do que é real.

Então é assim: no carnaval, peitão pra fora de mentira pode, tá?

Mas isso é FAN-TA-SIA.

Não queiram tornar os sonhos alheios realidades, mulheres, suas tolas...


Mamãe eu quero, mamãe eu quero, mamãe eu quero mamar...


O pessoal da Parto do Princípio criou um monte de marchinha divertida sobre os doutores cesaristas
e plantão. Quem vai criar marchinhas bacanas sobre amamentação que não incentive a chupeta e a mamadeira? Hein?

E pro carnaval: todo mundo de peitão de fora, galera!

Menos as mães que amamentam. Porque, né? Isso é demais...

A propósito: essa imagem aí de cima fui eu mesma quem montou, bem toscamente, pra representar o
que eu quero dizer...

6 comentários:

Raquel disse...
Nao li o que essa Leticiavescreveu, mas concordo plenamente com vc. Infelizmente há muitas pessoas com essa mentalidade. Sempre comento com meu marido, sao poucos os lugares públicos, shoppings, clubes, restaurantes onde se consegue amamentar com naturalidade.
Adriana Gomes Guimarães disse...
Meu, esse post fraco e bipolar da tal Letícia escreveu gerou quase 500 comments! Por isso eu acredito em política pública, porque atinge as massas, como essa Marie Claire revistinha de quinta categoria editorial e que a mulherada adora ler.
O assunto, especialmente da maneira que é tratado é tão absurdo que eu não saberia como responder a não ser como fez um cara que mandou seu post lá nesse blog: Filho tá com fome? Peito nele!
E não se fala mais nisso.
Desconstruindo a Mãe disse...
Ligia, teu comentário/post gerou em mim a sensação de que tu soubeste expressar algo que eu penso e de uma maneira ainda melhor do que imaginaria escrever esse comentário.


Realmente, transar ou dar a entender que isso aconteceu no programa de TV, no chamado horário "nobre", em que muitas crianças estão acordadas ainda, pode; "mulher-planta/fruta" em programa que desmoraliza ao objetificar a mesma (e a todas nós), porque ficam se balançando com roupas minúsculas, Ok!


Agora uma atitude natural, normal e saudável é vista como exibicionismo e incentivo à sexualidade. - Oi?!


Por isso cada vez mais acho que os "mamaços"não podem ser esquecidos, ao longo de todo o ano. Talvez fosse o caso de todas comentarmos esse texto. Quem sabe colocas o link aqui pro povo se manifestar em massa?


Beijo,
Ingrid
Andrea Fregnani disse...
Coloquei o link e a imagem no meu face, vale sempre divulgar,
bjs
Tuka Siqueira disse...
É isso aí! Nem tem muito o que acrescentar, disseste tudo!


Bjs
Ligia Moreiras Sena disse...
Eu nem tenho muito mais o que dizer, sabe gente... Pra mim são coisas tão óbvias que não dá pra entender como é que ainda é preciso explicar pra esse povo a naturalidade do gesto.
Ingrid, amiga. Tem mais de 500 comentários lá no link do tal texto. Dá um google no título que passei no texto do blog que vc encontra. Não posto aqui o link apenas pra não vincular meu blog àquela revista de alguma forma... ainda mais àquele texto que é falta de pauta total. Beijos!

CONFIRA AQUI OS LIVROS DE MINHA BIBLIOTECA FÍSICA

Cursos Online é Cursos 24 Horas

LIVROS RECOMENDADOS

  • ANÁLISES DE CONJUNTURA: Globalização e o Segundo Governo FHC - (José Eustáquio Diniz Alves /Fábio Faversani)
  • ARTE SACRA - BERÇO DA ARTE BRASILEIRA (EDUARDO ETZEL)
  • AS FORÇAS MORAIS - (José Ingenieros)
  • CONTOS - (Voltaire)
  • DICIONÁRIO DE FANADÊS - Carlos Mota
  • DOM QUIXOTE DE LA MANCHA - (Cervantes)
  • ESPLÊNDIDOS FRUTOS DE UMA BANDEIRA VENTUROSA - (Demósthenes César Jr./ Waldemar Cesar Santos)
  • EU E MARILYN MONROE & O OUTRO- CARLOS MOTA
  • FRAGMETOS - (Glac Coura)
  • HISTÓRIAS DA TERRA MINEIRA - (Prof. Carlos Góes)
  • http://www.strategosaristides.com/2010/12/cronicas-do-mato.html
  • IDAS E VINDAS - (Rosarinha Coelho)
  • MOSÁICO - (Glac Coura)
  • O CAMINHANTE - (José Transfiguração Figueirêdo)
  • O DIA EM QUE O CAPETA DESCEU NA CIDADE DE MINAS NOVAS - (João Grilo do Meio do Fanado)
  • O MITO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - (Celso Furtado)
  • O NOME DA ROSA - (Umberto Eco)
  • O PRÍNCIPE - (Maquiavel)
  • O SEGREDO É SER FELIZ - ROBERTO SHINYASHIKI

ORIGEM DOS ACESSOS PELO MUNDO

Arquivo do blog