segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009


MENSAGEM A UM AMIGO


Não sou economista, comunista, dentista ou naturalista:

sou tão-somente um simples contista

e, como tal, é que conto o meu ponto de vista.



Tenho lido sobre a Teoria da Evolução e tenho chegado à conclusão realística

de que o Mestre Darwin, assim como este escriba simplista,

apesar de nada provarmos quanto à razão de nossas ideias esquisitas,

termos algumas afinidades e sonhos de idealistas:



Uma seria a compulsão da escrita

E vivermos tanto, até perderem os anos de vistas

A outra seria a de gostar de animais e suas conquistas



Pois, se ainda estivesse vivo, o velho cientista,

estaria com 200 anos e teria socorrido da morte, como alquimista,

a sua mascote que somente veio a falecer há pouco, como os autistas.



Ele tinha em casa essa tartaruga, que viveu tanto e foi capa de revistas,

igualmente tenho uma em minha casa, parece-me uma artista:

Que é dócil, inteligente, esperta, verdinha e com algumas listras.


E que atende pelo nome de Evolucionista.




Nestes tempos em que a força da ciência direciona todos os holofotes da sabedoria humana sobre as divagações sustentadas há 200 anos pela genialidade de um cientista de barbas longas, deslumbrado com suas próprias idéias e com o que ele próprio era incapaz de compreender, devemos continuar observando o vôo das águias, admirar o deslizar dos tubarões e das baleias pelas profundezas ainda insondáveis do oceano e prestarmos muita atenção no olhar invejoso das potências terrenas em direção da infinitude incomensurável que se inicia logo ali no nosso satélite doméstico, o qual ainda não tivemos a capacidade de sondar, vasculhar e conhecer, mesmo que superficialmente, de onde as nossas dúvidas e indagações começam e jamais haverão de chegar até um ponto inimaginável e portanto inatingível para as nossas mais avançadas e modernas tecnologias?
-
Admiro, como ninguém, o pensamento científico e os esforços da ciência no sentido de decifrar a existência da vida e a encontrar a chave de muitos segredos que existem nestas nebulosas, estrelas e galáxias mas estou convencido de que, por mais que nelas descobrirem os nossos grandes sábios e os mais dedicados estudiosos da terra, muito pouco haverão todos de avançar, em termos de conhecimento, em direção à grandeza infinita dos cosmos e da eterna indagação de nossa origem como um simples átomo ou uma poeira estelar.
-
E confesso, porém, a minha ignorância diante desse cenário de existencialismo, materialismo, evolucionismo, maniqueísmo e outros ismos que pouco me interessam e não escondo o meu bizarro comodismo em ficar observando, boquiaberto, as belezas do mundo e da natureza, preferindo situar-me bem rente ao chão em que piso, no aconchego das minhas pequenas ilusões, buscando ocupar-me apenas em admirar esses esforços – que aliás merecem aplausos e incentivos – pois reconheço que deles resultam benefícios que a humanidade vai colecionando, pois a maior parte das descobertas, sendo utilizadas com critério e justiça, resultam sempre no crescimento da raça humana na convivência das adversidades no interior de uma cápsula, ou limitada nave, chamada terra, este minúsculo planeta que nem luz própria tem, mas que inexoravelmente gira em torno de uma estrela de maior grandeza cuja potencia, sem sombras de dúvida, é apenas um átimo da energia central e geradora de todos os demais elementos visíveis e invisíveis, tangíveis e intangíveis que de tão longe espreitam nossas cabeças ou podem, simplesmente, desconsiderarem nossa minúscula e desprezível existência dentro deste contexto que julgamos estar inseridos.
-
Creio, sim, na existência de Deus e sinto Sua presença na Verdade Absoluta que é a sua essência, como me fortaleço na crença de que sou parte DELE, por mais ínfima e insignificante que seja a minha dimensão, interagindo dentro desta engrenagem e me esforçando para cumprir uma missão, que a mim me foi confiada, de levar o meu bastão, resolutamente, lançando-me na senda deste formidável processo criativo, dinâmico sim, mas que não tem qualquer possibilidade de ser apenas uma evolução ou algo adaptável às circunstâncias aleatórias e não programadas segundo um planejamento sofisticado cujo mapa, desenhado no DNA de qualquer criatura, já se revela insondável em si mesmo.
-
Do contrário, sabedor de minhas intransponíveis barreiras e limitações de toda ordem, como poderia me arvorar de entender e explicar a existência de cada coisa, cada objeto, cada partícula, cada piscar de um olho, cada pulsar de uma vida, cada grito de dor ou de alegria? E como explicar a força do amor de nossas esposas, da amizade de um Eugênio e de tantos conterrâneos, da esperança em vermos livres o nosso Povo de Minas Novas, da preocupação sempre constante de cuidar de nossos filhos?
-
E como haveria de entender as nossas reações diante do por do sol, do perfume de uma flor, do nascimento de uma netinha, da poesia de Neruda, do drible de um Garrincha nas imagens de um MP4 ou do passe malandro do sambista na tela de cristal líquido, ou ainda do marulhar da Cachoeira das Almas, lá no nosso sagrado Rio Fanado, que luta para sobreviver, ou ainda das mensagens pouco utilizadas, hoje em dia, de Sheakspeare ou de um Oscar Wide, assim como o encantamento que se apodera de nossa alma ao embalo de uma canção de Roberto Carlos em sua emocionante homenagem à Mãe do Criador, numa demonstração de fé , da qual eu tanto compartilho?
-
Em que pese o "axé", os "rap's", os "pagodes", as "mulheres melancia", os "faustões dos domingões", os "castelos de Edmar", os "renans", os sarneys" e os "é o tchan", contento-me em viver e admirar a vida e em agradecer ao nosso Deus por tanta tolerância, paciência, confiança e misericória!
-
Agradecendo-lhe, de coração sincero, as lindas mensagens que me foram hoje enviadas, escolhi as constantes do arquivo anexo, para retribuir-lhe a agradável lembrança e consideração.

-

LALAU.
-


23-02-2009


video


video

Nenhum comentário:

CONFIRA AQUI OS LIVROS DE MINHA BIBLIOTECA FÍSICA

Cursos Online é Cursos 24 Horas

LIVROS RECOMENDADOS

  • ANÁLISES DE CONJUNTURA: Globalização e o Segundo Governo FHC - (José Eustáquio Diniz Alves /Fábio Faversani)
  • ARTE SACRA - BERÇO DA ARTE BRASILEIRA (EDUARDO ETZEL)
  • AS FORÇAS MORAIS - (José Ingenieros)
  • CONTOS - (Voltaire)
  • DICIONÁRIO DE FANADÊS - Carlos Mota
  • DOM QUIXOTE DE LA MANCHA - (Cervantes)
  • ESPLÊNDIDOS FRUTOS DE UMA BANDEIRA VENTUROSA - (Demósthenes César Jr./ Waldemar Cesar Santos)
  • EU E MARILYN MONROE & O OUTRO- CARLOS MOTA
  • FRAGMETOS - (Glac Coura)
  • HISTÓRIAS DA TERRA MINEIRA - (Prof. Carlos Góes)
  • http://www.strategosaristides.com/2010/12/cronicas-do-mato.html
  • IDAS E VINDAS - (Rosarinha Coelho)
  • MOSÁICO - (Glac Coura)
  • O CAMINHANTE - (José Transfiguração Figueirêdo)
  • O DIA EM QUE O CAPETA DESCEU NA CIDADE DE MINAS NOVAS - (João Grilo do Meio do Fanado)
  • O MITO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - (Celso Furtado)
  • O NOME DA ROSA - (Umberto Eco)
  • O PRÍNCIPE - (Maquiavel)
  • O SEGREDO É SER FELIZ - ROBERTO SHINYASHIKI

ORIGEM DOS ACESSOS PELO MUNDO

Arquivo do blog